quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Não te amo mais...

Não te amo mais
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis
Tenho certeza que
Nada foi em vão
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada
Não poderia dizer mais que
Alimento um grande amor
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
Eu te amo!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...

(Obs importante: Apesar deste poema já estar cadastrado, vale ressaltar que sua leitura é feita de ordem inversa, ou seja de baixo para cima - ocorre duas interpretações distintas conforme o fluxo da leitura)

4 comentários :

  1. Olá, Arione Fiquei muito feliz com sua visita e em estar me seguindo. Espero possamos trocar correspondências legais. Tenho outros dois Blogs um sobre contação de Histórias: http://vouemboraparaparsagada.blogspot.com/
    O outro sobre poesias e sentimentos: http://minhacasameucorpominhaalma.blogspot.com/
    Se puder se associar.
    Um abraço - Helenice.

    ResponderExcluir
  2. Olá Arione...

    Fato é fato...se amamos, amamos.Mesmo com palavras desconexas,embaralhadas quem ama verdadeiramente ama diz;te amo ou amo-te.

    Clarice Lispector,conhecia o amor.

    Beijos de IT ♥

    ResponderExcluir
  3. Muito legal esse poema, eu não conhecia. Gostei do teu blog! Já vou seguir!
    bjk

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga linda!
    Também vou te seguir, seja bem vinda no meu blog.
    Conheço a poesia, acho fantástica, amo Clarice Lispector e esta poesia em especial é genial.
    Beijos, tenha um dia colorido.
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir